Home / Destaques / Parque Ecológico de Lauro de Freitas realiza ação no dia Nacional de Prevenção e Combate à Hipertensão

Parque Ecológico de Lauro de Freitas realiza ação no dia Nacional de Prevenção e Combate à Hipertensão


No dia 26 de abril é comemorado o Dia Nacional de Prevenção e Combate à Hipertensão Arterial e para marcar esta data está sendo realizado durante toda esta sexta-feira, no Parque Ecológico de Lauro de Freitas, o acompanhamento de uma enfermeira para aferição de pressão e orientações quanto aos cuidados para manter a pressão arterial equilibrada.
Este projeto de apoio e orientações aos frequentadores do parque foi sugerido ao governo municipal, pelo secretário de Meio Ambiente e Recursos Hídricos do município, Alexandre Marques, com o objetivo de integrar ações de educação ambiental, bem estar e lazer ao ambiente público, oferecendo serviços que colaborarem para melhoria na qualidade de vida das pessoas.
De acordo com o secretário, Alexandre Marques, o meio ambiente também é cuidado com a saúde e bem estar. “Vamos em frente, construindo juntos com a gestão da nossa Prefeita Moema Gramacho e realizando ações que atendam da melhor forma a nossa população”, destacou.
A hipertensão arterial ou pressão alta, é uma doença que ataca os vasos sanguíneos, coração, cérebro, olhos e pode causar paralisação dos rins. Ocorre quando a medida da pressão se mantém frequentemente acima de 140 por 90 mmHg. Essa doença é herdada dos pais em 90% dos casos, mas há vários fatores que influenciam nos níveis de pressão arterial, entre eles: fumo, consumo de bebidas alcoólicas, obesidade, estresse, grande consumo de sal, níveis altos de colesterol, falta de atividade física. Além desses fatores de risco, sabe-se que sua incidência é maior na raça negra, aumenta com a idade, é maior entre homens com até 50 anos, entre mulheres acima de 50 anos e em diabéticos.

Sintomas:
Tontura, falta de ar, palpitações, dor de cabeça frequente e alteração na visão podem ser sinais de alerta para alteração na função de bombeamento do sangue, entretanto, a hipertensão geralmente é silenciosa, por isso é importante a medida regular da pressão arterial.

Principais Causas:
Obesidade, histórico familiar, estresse e envelhecimento estão associados ao desenvolvimento da hipertensão. O sobrepeso e a obesidade podem acelerar até 10 anos o aparecimento da doença. O consumo exagerado de sal, associados a hábitos alimentares não adequados também colaboram para o surgimento da hipertensão.

Tratamento e cuidados após o diagnóstico:
A hipertensão, na grande maioria dos casos, não tem cura, mas pode ser controlada. Nem sempre o tratamento significa o uso de medicamentos, sendo imprescindível a adoção de um estilo de vida mais saudável, como mudança de hábitos alimentares, redução do consumo de sal, atividade física regular, não fumar, consumo de álcool com moderação, entre outros.

Complicações:
As principais complicações da hipertensão são derrame cerebral, também conhecido como AVC, infarto agudo do miocárdio e doença renal crônica. Além disso, a hipertensão pode levar a uma hipertrofia do músculo do coração, causando arritmia cardíaca. O tratamento de hipertensão de forma continua, amplia a qualidade e expectativa de vida.

Prevenção e controle:
– manter o peso adequado, se necessário, mudando hábitos alimentares;
– não abusar do sal, utilizando outros temperos que ressaltam o sabor dos alimentos;
– praticar atividade física regular;
– aproveitar momentos de lazer;
– abandonar o fumo;
– moderar o consumo de álcool;
– evitar alimentos gordurosos;
– controlar o diabetes.

Texto Redação Acesse Bahia com informações do Ministério da Saúde

Veja também

Governo prepara MP para bancar parceria e produção de 100 milhões doses da vacina de Oxford no Brasil

O Ministério da Saúde anunciou nesta segunda-feira (3) que estuda uma medida provisória (MP) para viabilizar as …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *