Home / Destaques / Lauro de Freitas reforça alerta aos banhistas para evitar contato com o óleo nas praias

Lauro de Freitas reforça alerta aos banhistas para evitar contato com o óleo nas praias

Equipes das Secretarias Municipais de Serviços Públicos (SESP) e de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (SEMARH) recolheram aproximadamente uma tonelada de óleo das praias do município no sábado (18). Neste domingo, o óleo chegou em formato de pequenas pelotas e teve que ser retirado com a ajuda de peneiras. As equipes reforçaram o alerta aos banhistas para evitar o contato com o óleo e sobre como agirem caso tenham contato com a substância.

O óleo é armazenado em tonéis (big bags) disponibilizados pelo governo do estado, que também têm dado suporte no fornecimento de equipamentos de proteção individual utilizados pelas equipes. Desde o primeiro aparecimento de óleo nas praias do município já foram recolhidas mais de dez toneladas da substância.

As ações contam ainda com equipes voltadas à educação ambiental, que orientam a população sobre como agir em caso de contato com o material na água ou areia. Em caso de contato com a boca ou os olhos, o recomendado é ir a unidade de saúde mais próxima. De acordo com pesquisadores, o óleo cru é muito tóxico e a inalação ou contato dérmico por muito tempo pode causar problemas de saúde que vão de irritação das vias aéreas a alergias e dores de cabeça e abdominais, vômitos e diarreia.

Uma publicação técnica do Ministério do Meio Ambiente destaca que em caso de ingestão as consequências são ainda mais graves, podendo causar dano nos pulmões, fígado, rins e ao sistema nervoso, supressão do sistema imune, desregulações hormonais e infertilidade, desordens do sistema circulatório e câncer.

EM ALERTA – Apesar da redução na quantidade de manchas, a Prefeitura mantém equipes de plantão. A secretária de Serviços Público (SESP), Lindaura Francisco, alertou ainda para o correto descarte do betume recolhido por voluntários. “Observamos que tem pessoas colocando lixo comum nos locais em que deve ser só para o óleo e constamos o caso de descarte do óleo em local impróprio”, relatou.

Os frequentadores das praias estão sendo orientados a não manusear as pelotas de óleo sem luvas e a não enterrarem a substância. A Prefeitura também disponibilizou nos calçadões das praias tonéis específicos para o descarte do óleo pelos voluntários mobilizados por Ongs.

Moradores e banhistas podem ajudar muito. Caso identifiquem óleo na areia ou água, devem avisar imediatamente aos órgãos responsáveis nos seguintes telefones: SEMARH: (71) 3369-9134; CIMU PMLF 24h 156; IBAMA: (71) 3172-1650, Corpo de Bombeiros 193 e Polícia Ambiental 190.

Veja também

Bahia tenta façanha inédita no Nordestão

Em busca do quarto título da Copa do Nordeste, o Bahia entra em campo nesta terça-feira, contra …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *