Home / Destaques / Secretaria de Meio Ambiente de Lauro de Freitas apresenta Projeto de Revitalização do Rio Sapato com tecnologia japonesa

Secretaria de Meio Ambiente de Lauro de Freitas apresenta Projeto de Revitalização do Rio Sapato com tecnologia japonesa

Na última sexta-feira (8) a Prefeitura de Lauro de Freitas, por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Saneamento e Recursos Hídricos – SEMARH realizou evento no auditório da faculdade Unime para encerrar as atividades da semana do meio ambiente. Com o auditório lotado e a presença de representantes de instituições e associações ambientais, autoridades, diretores de escolas, alunos e munícipes, o Secretário de meio ambiente, Juraci Alves apresentou as principais ações da SEMARH neste primeiro ano de gestão da Prefeita Moema Gramacho.

 

Mas a pauta principal do evento era o Projeto de Revitalização do Rio Sapato. Na mesa diretora, a presença de secretários de Lauro de Freitas e também do Superintendente da Empresa Baiana de Águas e Saneamento S.A. – EMBASA Dr. Júlio Mota, o engenheiro ambiental e sanitaristas Roberto Cézar Souza Ribeiro e Cid Simões – engenheiro agrônomo, CEO-Diretor da AMBIEM, responsável em toda América Latina pela tecnologia EM e que tem um currículo respeitável na atuação de trabalhos ambientais, a exemplo da sua passagem pelo Ministério do Meio Ambiente como consultor.

A proposta da AMBIEM é executar um de Revitalização do Rio Sapato nesta iniciativa público-privada e ação socioambiental da união entre a AMBIEM e a SEMARH com o apoio da EMBASA.

(CEO-Diretor da AMBIEM e Engenheiro Agrônomo - Cid Simões)
(CEO-Diretor da AMBIEM e Engenheiro Agrônomo – Cid Simões)

 

 

No planejamento inicial a proposta é que durante 12 meses nos 4 quilômetros do Rio Sapato, trecho em que o corpo hídrico está nos limites territoriais de Lauro de Freitas a AMBIEM aplicará a tecnologia EM-1, que utiliza de bactérias benéficas à biota do rio para ajudar o corpo hídrico a combater as bactérias nocivas presentes na água por conta do lançamento irregular de resíduos que é feito por residências e empreendimentos da região. Desta forma o EM-1 atuará no fortalecimento dos microrganismos que mantém o rio Sapato vivo para que a SEMARH possa dar continuidade ao trabalho de conscientização ambiental e fiscalização dos empreendimentos da região para que os responsáveis implantem seus sistemas de tratamento de esgoto e parem de lançar matéria orgânica nociva nas águas do Rio Sapato. Neste planejamento de um ano a EMBASA assumirá a responsabilidade de monitorar mensalmente a qualidade da água.

 

A tecnologia EM-1 nasceu no Japão e já é utilizada no Brasil, Estados Unidos, Chile e em mais de 150 países para revitalizar corpos hídricos, reestruturar ambientes em caso de desastres naturais e tratamento de doenças crônicas. Esse mecanismo de revitalização é uma forma saudável ao meio ambiente, já que micro-organismos como as bactérias são essenciais no ecossistema, pois fazem parte do último nível trófico da cadeia alimentar, agindo como decompositores de matérias mortas e excrementos de diferentes níveis, transformando substâncias orgânicas em substâncias minerais. De acordo com o secretário Juraci Alves, o projeto terá início após a conclusão de alguns protocolos necessários para que seja iniciado o plano de ação.

 

Além da apresentação do projeto de revitalização, o Secretário Juraci também destacou uma das grandes conquistas da pasta, a reabertura do Parque Ecológico de Lauro de Freitas, que ocorreu em 5 de junho de 2017 quando ainda estava à frente da secretaria, Alexandre Marques, político do município que se afastou do cargo executivo para concorrer às eleições à Deputado Federal. Desde então o Parque tem sido o principal equipamento de lazer de munícipes e visitantes, registrando a média de 2.000 visitas a cada sábado e domingo. Já durante a semana, além de estar aberto ao público o equipamento recebe escolas públicas e particulares para atividades de educação ambiental.

Juraci Alves - Sec. SEMARH
Juraci Alves – Sec. SEMARH

Além das autoridades, houve também o destaque para o aluno Misael Oliveira Barbosa, estudante doo 8º ano da Escola Municipal Ipitanga que representará o município e o Estado da Bahia na Etapa Nacional da Conferência Infanto-juvenil pelo Meio Ambiente e foi convidado pela SEMARH para abrir o evento falando sobre essa conquista em representar o município e a Bahia e a importância de haver educação ambiental nas escolas.

 

O público presente saiu do evento esperançoso de que a partir de agora um trabalho eficiente será realizado no rio sapato e com a mensagem importante deixada por Cid Simões de que é preciso haver a participação da população na conscientização e ação ambiental para que os resultados sejam alcançados. Além disso, foi salientado por todas as autoridades da mesa que a única solução definitiva para despoluição de corpos hídricos é a implantação do sistema de saneamento básico em todo o município. Um trabalho complexo, de alto custo e longo prazo, mas que já está iniciado em parte da cidade.

Redação Acesse Bahia

Veja também

Domènec Torrent comanda primeiro treino no Flamengo

Fim das formalidades. Agora, é mão na massa. E Domènec Torrent já começou o trabalho …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *