Home / Destaques / Google se junta a Facebook e proíbe anúncios

Google se junta a Facebook e proíbe anúncios

Google irá proibir propagandas de criptomoedas e conteúdo relacionado, como consultoria comercial e carteiras eletrônicas das moedas digitais. A nova diretriz será implantada a partir de junho deste ano. O objetivo, afirma o Google, é proteger o “ecossistema dos anúncios”.

“Este ano, atualizamos várias políticas para abordar anúncios de produtos financeiros não regulamentados ou especulativos, como opções binárias, criptomoedas, mercados de câmbio de moedas estrangeiras e contratos de diferença”, afirma a companhia em seu blog.

A medida se assemelha ao feito pelo Facebook em janeiro ao proibir anúncios de criptomoedas, ofertas iniciais de moedas (ICOs, na sigla em inglês). “Os anúncios não devem promover produtos e serviços financeiros que são frequentemente associados a práticas promocionais desonestas ou enganosas”, disse a a empresa de Mark Zuckerberg em comunicado publicado na época.

Veja também

Governo prepara MP para bancar parceria e produção de 100 milhões doses da vacina de Oxford no Brasil

O Ministério da Saúde anunciou nesta segunda-feira (3) que estuda uma medida provisória (MP) para viabilizar as …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *